Laudo preliminar indica que houve acidente em morte de mulher em Canela

Documento deverá ficar pronto em 30 dias

As circunstâncias em que uma mulher morreu na noite de sábado, dia 7, no quarto de um motel às margens da RS-235, no bairro Saiqui, em Canela, estão sendo investigadas pela Polícia Civil. A vítima tinha 33 anos, trabalhava como industriária, residia no bairro Jardim das Fontes e deixou três filhos menores de idade. Quando foi a óbito ela estava acompanhada de um homem, morador de Canela.

Em depoimento ao delegado plantonista Ivanir Luiz Moschen Caliari, responsável pelas primeiras ações da Polícia no caso, ele narrou que chegou ao estabelecimento acompanhado da vítima e cerca de 15 minutos depois a mulher teria passado mal, caído e batido com a cabeça no canto da cama, ficando desmaiada. A queda provocou um corte na cabeça da mulher. O homem informou que pediu ajuda à recepcionista do motel. O Samu foi acionado e dentro dos seus protocolos de atendimento tentou socorrer a vítima removendo-a para o Hospital de Caridade, onde ela chegou sem vida.

Defesa aguarda divulgação de Laudo Oficial

A defesa do homem que acompanhava a mulher que morreu aguarda a divulgação do laudo oficial do IGP para se pronunciar sobre o caso. Segundo o advogado Ricardo Cantergi, a versão apresentada pelo seu cliente condiz com a prova coletada no local e os exames periciais que foram realizados no corpo da vítima e no homem que estava com ela no motel, na noite do sábado. 


.

.