Câmara entrega Moção de Congratulações ao CNEC


Homenagem foi entregue na última segunda-feira
Em sessão ordinária realizada na segunda-feira, dia 15 de abril, a Câmara de Vereadores realizou a entrega da Moção de Congratulações, pelos 50 anos do Colégio Cenecista Visconde de Mauá. A honraria foi entregue a diretora da Escola Madalena Ângela Schmidt, pelo vereador Rafael Adam, proponente da honraria.
A Moção de Congratulações ao CNEC foi aprovada na sessão ordinária do dia 1º de abril, por unanimidade.
“Vemos que as sementes plantadas deram frutos e esse reconhecimento da Câmara hoje, é justo e merecido, pois muitos fizeram a história real dessa escola, quero parabenizar a todos que trabalharam pela causa e que se orgulham muito disso. Aos funcionários de todos os setores, aos pais que escolheram essa instituição para seus filhos e aos alunos que encontram ali uma alavanca para seu crescimento pessoal e profissional. Muito obrigado pelo carinho e aqui deixamos o nosso compromisso de lançar novas sementes para que possamos comemorar outros cinquenta anos em Gramado com o trabalho de excelência sempre apresentado”, disse a diretora Madalena Ângela, em seu pronunciamento.
O autor da Moção, Rafael falou da honra de homenagear sua escola de coração. “É uma honra poder homenagear uma escola que me acolheu por 13 anos e que participou de todo o meu crescimento como ser humano. Tenho um carinho muito especial pelo Cenecista. São cinquenta anos de participação, dedicação e envolvimento com a comunidade, pois apesar de ser uma escola particular nunca deixou de lado a comunidade gramadense sempre apoiando no progresso local. Muito obrigado Cenecista”, ponderou. 
Histórico
A Campanha Nacional de Escolas da Comunidade – CNEC – é o mais expressivo movimento de educação comunitária existente na América Latina. Surgiu em 29 de julho de 1943, no Recife – PE, do ideal de um grupo de estudantes universitários, liderados por Felipe Tiago Gomes.
Em pouco tempo, Felipe criou uma sociedade educacional, sem fins lucrativos, a que denominou  “Campanha do Ginasiano Pobre”, para abrigar aos muitos pedidos de ajuda e orientação na criação de outras unidades nos mesmos moldes. Os brasileiros idealistas foram despertados e, em torno de Felipe, puderam oferecer às suas comunidades uma casa de ensino. Hoje a Campanha Nacional de Escolas da Comunidade, como passou a chamar-se, possui unidades de ensino em todo o Brasil.
Só no Rio Grande do Sul, estado onde se situa nosso colégio, temos 31 escolas de Educação Básica e Profissional, mais seis instituições de Ensino Superior.
Em Gramado, a nossa escola foi fundada em 11 de março de 1963, na Sociedade Recreio Gramadense, como colégio de 2º, funcionando no período noturno e formando técnicos em contabilidade. Estavam matriculados, então, 26 alunos. A aula inaugural foi proferida pelo Prof. Dr. Pedro dos Santos, Presidente do Setor Estadual da CNEC na época, que falou sobre o patrono da escola, Irineu Evangelista de Souza – o Visconde de Mauá.
No dia 9 de dezembro de 1965, formaram-se os primeiros dezesseis alunos técnicos em Contabilidade. Foram eles: Alice Castilhos, Danglar Libardi, Delmar Michaelsen, Evanor Maurina, Gentil Bonatto, Gentil Sironi, Gisela Sorgetz, Iracema Moschen, Iria Gabrielli, Joni Carlos Moraes, Luis Maurina, Nair Becker, Pedro Lindolfo Ruschel, Pedro Gomes da Silveira, Remi Masotti e Walter Ziegler. O cargo é hoje ocupado pela Diretora Madalena Ângela Schmitt.
A primeira diretoria do setor local teve como presidente o senhor Pedro Lindolfo Ruschel, como vice-presidente Hugo Daros como secretário Rolf Roselfeldt, como tesoureiro Raul Tortoratti, e como membros do conselho fiscal Arno Michaelsen, Almeris Peccin e Adail Castilhos; ainda contou com os suplentes Francisco dos Reis, Remi Zatti e Kurt Mentz.
O primeiro diretor da CNEC Gramado foi o Dr. Almérico Lenzi, que atuou de 1963 até 1966. De 1967 a 1974, foi diretor o professor Pedro Gomes da Silveira. De 1974 a 1977, o professor José Jacob Staudt. Em 1978, assumiu a professora Therezinha Andreis, que permaneceu no cargo até 1995. De 1996 A 2000, foi diretora a professora Maria Gorete Rodrigues Ethel Thomas de Ross. De 2007 a 2010, assumiu o cargo de diretora, a professora Julita Andreis. De 2010 a 2011, a função de diretor ficou a cargo do professor  Ubirajara Gomes da Silveira.
A educação Infantil e o Ensino Fundamental foram implantados em 1985; o Ensino Médio diurno foi implantado em 1992.
No dia 11 de março de 2011, formaram-se os primeiros dezenove alunos Técnicos em Guia de Turismo Regional e Nacional.
A escola conta hoje com 35 professores, 12 administradores, 01 diretora, 01 orientadora somando um número de 49 profissionais atuantes.
E uma soma de quase 500 alunos, somando o ensino fundamental, médio e técnico.

.

.