Brita cobra R$ 2,6 milhões do governo do Estado por obras de contenção

Acordo previa que a concessionária seria reembolsada pelo serviço, mas o pagamento não foi feito


Estrutura de contenção foi instalada no KM 28 da RS-115
Faltando cerca de três meses e meio para o término de seu contrato de concessão e da entrega das cancelas à Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), a Brita Rodovias reivindica ao governo do Estado ressarcimento de R$ 2,6 milhões. O valor é referente a uma obra de estrutura de contenção instalada no quilômetro 28 da RS-115, em Três Coroas, em agosto de 2011, após interdição da pista. A Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Rio Grande do Sul (Agergs) determinou que o Estado reequilibre o contrato. O acordo inicial previa que a concessionária seria reembolsada pelo serviço, mas o pagamento não foi feito. O entrave foi levado à esfera judicial e a Brita obteve o direito de ter a tarifa revisada – o que seria uma alternativa de liquidar a dívida do governo.

.

.